Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

FPF recebe órgãos que representam pessoas com deficiência

DA FPF

O presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) Evandro Carvalho recebeu, nesta quarta-feira (8), representantes da Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência (Sead), do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência e do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência.
No encontro, a acessibilidade aos estádios de Pernambuco foi o principal assunto abordado. De acordo com o Capítulo IV, Art 13, Parágrafo Único do Estatuto do Torcedor, "Será assegurado acessibilidade ao torcedor com deficiência ou com mobilidade reduzida". Além disso, a questão de um ingresso específico para as pessoas com deficiência também foi debatido, já que não há uma lei específica sobre o assunto.
O presidente da FPF se comprometeu em reunir os clubes e apresentar um documento que será elaborado pelos órgãos para que possa se criar um Termo de Ajustamento sobre a questão. "A reunião foi muito positiva e temos total interesse em realizar ações que melhorem a acessibilidade", comentou Evandro Carvalho.


A Sead é o órgão da equipe executiva de Justiça e Direitos Humanos, da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Governo de Pernambuco responsável por coordenar, articular, propor, assessorar e avaliar a implantação e execução das políticas públicas para pessoas com deficiência. Seu objetivo principal é garantir a defesa de direitos e promover a inclusão das pessoas com deficiência nos diversos segmentos da sociedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário