Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA

sexta-feira, 14 de março de 2014

Mulher estaciona em vaga especial e tem carro riscado


                           
                            Suspeita escreveu 'Você é diferente' no capô do Celta em 'dia de fúria'.
                          Funcionária de farmácia reconhece que sempre para no local, diz polícia.

 
Uma farmacêutica de 32 anos fez um boletim de ocorrência na madrugada desta quinta-feira (13) porque teve o capô do carro riscado enquanto ele estava parado na vaga especial (para idosos ou cadeirantes) em estacionamento conjunto que é destinado aos clientes de uma farmácia e de uma agência bancária de Piracicaba (SP). O fato ocorreu na segunda-feira (10), mas ela só comunicou a Polícia Civil três dias depois.
Segundo informações da polícia, a profissional trabalha em frente a um banco da Avenida Carlos Botelho e sempre para o Celta cinza 2011 no estacionamento da agência nas vagas reservadas porque, segundo ela, não há outras disponíveis nas proximidades. Ela confirmou à Polícia Civil que sempre deixa o veículo no local "até aparecer um espaço livre".
Mas na segunda, por volta das 13h, após repetir o feito frequente, voltou para buscar o veículo e foi informada por um vigia do banco que uma cliente, ao sair do local, teve uma crise de raiva e riscou o veículo da farmacêutica e de outro cliente que também ocupava uma vaga especial. A agressora escreveu "Você é diferente" no capô do carro. A polícia informou ainda que testemunhas anotaram a placa do automóvel da suspeita.
A reportagem do G1 falou com a farmacêutica na manhã desta quinta, mas ela se recusou a dar mais informações. Relatou apenas que sabe que está errada, "mas que isso não justifica o erro e a agressão da mulher contra o carro". A agressora ainda não foi identificada.

Fonte-G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário