Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA

quinta-feira, 12 de junho de 2014

MARCO NA CIÊNCIA Paraplégico com exoesqueleto robótico dá chute inaugural da Copa do Mundo

DO NE 10 INTERIOR


Um homem paraplégico vestindo um exoesqueleto robótico foi o responsável por dar chute de inauguração da Copa do Mundo de Futebol no Brasil. O feito é um grande marco na ciência e foi um dos destaques da abertura da Copa do Mundo de Futebol, nesta quinta (12) em São Paulo, no estádio Arena Corinthians.

A iniciativa foi comandada pelo neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis e era bastante aguardada há mais de dois anos. O projeto “Andar de Novo” é financiado pela Finep, empresa pública do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), no valor de R$ 33 milhões. A construção do traje foi feito através de um consórcio formado por centenas de pessoas de universidades e institutos de pesquisa de 25 países, comandado por Nicolelis. No Brasil, a coordenação ficou com o Instituto Internacional de Neurociências de Natal (IINN-ELS) e contou com a parceria da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), em São Paulo.

“Após 17 meses de trabalho científico intenso e centenas de horas de testes clínicos realizados em um laboratório localizado na cidade de São Paulo, Brasil, o projeto Andar de Novo anuncia oficialmente a conclusão dos objetivos científicos, clínicos e tecnológicos desta sua primeira fase”, disse Nicolelis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário