Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA e Secretário do DA-Diretório Acadêmico do curso de Economia-UFPE,CAA

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Sobreviventes de câncer que fizeram mastectomia posam de biquíni para ensaio fotográfico


O trauma sofrido por mulheres que retiraram os seios na batalha contra o câncer foi transformado em um ensaio fotográfico que mostra a beleza das sobreviventes da doença. As imagens fazem parte de uma campanha organizada por um grupo de estilistas que criaram roupas de banho para mulheres que fizeram mastectomia.
 
"Nós queremos incitar a autoimagem positiva das mulheres que passaram pela cirurgia, mostrando que você pode ser completa, bela e sexy, mesmo sem um seio ou dois", falou uma das fundadoras do site Monikini 2.0 ao "Huffington Post".

A coleção tem peças mais ousadas, como biquínis, e outras mais discretas, que cobrem  o corpo, como maiôs. Porém, há algumas que deixam à mostra a região do colo, bem no local em que foi feito o procedimento cirúrgico.

 
"Eu não quero me esconder, não quero parar de nadar, não quero passar por intensas cirurgias plásticas e não quero ser forçada a usar próteses desconfortáveis na praia", afirmou uma das criadoras do projeto, Elina Halttunen, que inclusive posa para uma das fotos.

"Quero ser livre e ativa como era antes do câncer e o Monokini 2.0 me dá a chance de fazer exatamente isso", concluiu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário