Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA e Secretário do DA-Diretório Acadêmico do curso de Economia-UFPE,CAA

Tradução

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Caruaru tem 46 casos suspeitos de microcefalia, diz Secretaria de Saúde

Foram notificados 46 casos suspeitos de bebês com microcefalia em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, de 1º de agosto de 2015 a 16 de janeiro de 2016. Os dados foram divulgados na terça-feira (19) pela Secretaria de Saúde estadual. A pasta não informou quantos casos foram confirmados no município. No estado, exames de imagens constataram 123 bebês com a malformação.


Ao todo, Pernambuco notificou 1.306 casos suspeitos de microcefalia. Ainda estão sendo investigados 506 casos prováveis, que atendem aos parâmetros da Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o órgão internacional, apresentam a malformação os bebês que nascem com um crânio de perímetro cefálico igual ou inferior a 32 centímetros. Foram registradas também nove mortes de bebês com diagnóstico de microcefalia.
A Secretaria de Saúde informou que de 2 de dezembro de 2015 a 16 de janeiro de 2016, 584 gestantes de 69 municípios apresentaram manchas vermelhas pelo corpo. Desse total, seis grávidas apresentaram quadro de microcefalia intraútero. A assessoria da Secretaria afirmou que as manchas pelo corpo podem não significar um quadro de suspeita de dengue, chikungunya ou zika vírus, já que outros fatores podem ocasionar o sintoma (rubéola, intoxicação, alergia ou alguma outra virose). As manchas não são indicativo que a gestante terá um bebê com microcefalia.

Dengue
Desde o início deste ano, foram notificados 923 casos de dengue, o que representa um aumento de 40,92% em comparação com o mesmo período do ano passado. Três mortes que teriam sido provocadas pela doença estão sendo investigadas.
Já entre os dias 3 e 9 de janeiro, foram notificados 255 casos suspeitos de chikungunya e 200 de zika vírus. No ano passado, houve ao todo 2.605 ocorrências da primeira doença. Quanto ao zika, foram registrados 1.386 casos desde o dia 12 de dezembro de 2015, quando as notificações da doença passaram a ser obrigatórias.



Fonte-G1 Caruaru

Nenhum comentário:

Postar um comentário