Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Aplicativo gratuito ensina Libras de maneira fácil

Para quem quer ou precisa aprender Libras, o site Canal do Ensino divulgou um aplicativo gratuito que ensina de maneira fácil, prática e objetiva.O Librazuka também pode ajudar professores no trabalho com alunos com necessidades educacionais específicas. Além disso, melhora a comunicação entre familiares e amigos de pessoas com deficiência.

A didática é feita por módulos teóricos (alfabeto, números e gramática) e jogos que auxiliam na fixação do conteúdo. Conta também conta com dois dicionários (Ordem alfabética e Configuração de Mão) e opção com realidade aumentada – ao posicionar a câmera do celular sobre uma imagem pré-determinada, uma animação 3D é exibida demonstrando o sinal em Libras para aquela palavra. O Librazuka está disponível gratuitamente para Android. 

Como foi criado o aplicativo

Um grupo de estudantes do curso de Ciência da Computação da Universidade São Judas Tadeu, em São Paulo, desenvolveu o aplicativo durante o Trabalho de Conclusão de Curso. O intuito dos estudantes Alex Vieira Bastos, Amanda Botelho de Souza e Henrique Erico de França, era ensinar a Língua Brasileira de Sinais de maneira simplificada e facilitar a comunicação de surdos e pessoas com deficiência na fala.

A partir de algumas pesquisas, eles perceberam que mesmo sendo a segunda língua oficial do Brasil, Libras ainda é desconhecida para a maioria dos brasileiros. Somado a essa necessidade, também havia espaço no mercado que impulsionasse a iniciativa.

Com a ideia planejada, surgiu o desafio de aprender a linguagem. Para isso, os alunos se matricularam no curso de Libras, inclusive e desenvolveram o aplicativo com validações e experiências próprias realizadas durante as aulas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário