Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA e Secretário do DA-Diretório Acadêmico do curso de Economia-UFPE,CAA

quinta-feira, 3 de março de 2016

Atrativos de Bonito (MS) oferecem turismo acessível

Aproximadamente 45,6 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência, seja ela visual, auditiva, motora ou intelectual. Segundo o Censo do IBGE (2010), este número corresponde a 23,9% da população total do país.

Em busca da inclusão social, atrativos turísticos de Bonito e região oferecem opções de passeios para este público específico, mostrando que é possível aliar o turismo de aventura à acessibilidade.

“Uma característica de Bonito, por ser um destino de natureza, não irá encontrar rampas e elevadores na natureza. Para se ter acesso às atrações naturais, é fundamental um guia de turismo bem capacitado, são eles que serão a acessibilidade. Cegos também irão desfrutar bastante, ouvindo os sons da natureza, sensações como flutuação no rio, e podendo tocar a fauna e flora”, conta Ricardo Shimosakai, diretor da empresa Turismo Adaptado, que trabalha a acessibilidade e inclusão das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida no lazer e turismo.

Recentemente, a sessão Vida e Estilo no portal de notícias Terra publicou uma lista com alguns destinos nacionais onde é possível a prática do turismo adaptado e Bonito não ficou de fora. “Muitos dos locais são de difícil acesso. Mas há rios e cachoeiras perfeitos para idosos e pessoas com deficiência. Em boa parte dos passeios, existem guias turísticos preparados para atender a situações especiais.”

Além das cachoeiras, Bonito possui outros atrativos acessíveis para o turismo adaptado como o Abismo Anhumas e os passeios de flutuação no Rio Sucuri e Baía Bonita, segundo lista do blog O Viajante Especial.

“Enquanto todos estão em batalhas acirradas para conquistar o turista convencional, porque não investem no turismo acessível, onde praticamente não há concorrência? Coincidência ou não, destinos que visitei, onde a acessibilidade está mais presente, seja no Brasil ou exterior, são locais mais desenvolvidos”, questiona Ricardo.

Para avaliar e consultar a acessibilidade de pontos turísticos, hotéis, restaurantes, parques e atrações diversas no Brasil, clique aqui e confira o Guia do Turismo Acessível promovido pelo Governo Federal e pelo Ministério do Turismo.


Fonte: Turismo Adaptado

Nenhum comentário:

Postar um comentário