Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Estudantes do ES criam cadeira de rodas acoplada a bicicleta

Pensando no lazer de deficientes físicos, um grupo de 20 estudantes do curso de engenharia de uma universidade particular de Vila Velha desenvolveu uma cadeira de rodas especial, que é acoplada a uma bicicleta. A invenção foi apresentada na Maratona Tecnológica da instituição, realizada nesta terça-feira (17).


Autora do projeto, de nome "Pé na Roda", a estudante de Engenharia Mecânica Markelle Paiva se sensibilizou depois que passou a conviver com uma prima paraplégica, de 12 anos. A menina enfrenta dificuldade de locomoção desde que nasceu por causa de uma hidrocefalia, doença que leva ao acúmulo de líquido no crânio.

  "Ela tem dificuldade de interação e locomoção. Sou do interior e moro aqui com a mãe dela. Vendo as batalhas dela, pensei em aliar um trabalho de faculdade com algo que pudesse ajudá-la. Aos finais de semana, ela acaba ficando em casa por conta da falta de acessibilidade", conta Markelle.

  O processo de criação levou três meses. Desde fevereiro, quando os alunos tiveram conhecimento do evento da faculdade, eles se empenharam no projeto, que vale como atividade curricular. Um membro do grupo doou a bicicleta e a instituição cedeu a cadeira de rodas, o que reduziu o custo do produto. Sem as doações, o valor da cadeira ficaria em R$ 1.380.

  "Contei também com a ajuda do meu pai, que é serralheiro. Além da cadeira e da bicicleta, é claro, usamos rodas da bikes na cadeira ,e peças de segurança, como cinto e capacete", lembra ela.

  A estudante conta que a apresentação do projeto na Maratona foi um sucesso. Agora, os próximos passos dados pelo grupo serão a busca de apoio para patentear a invenção e levar o produto à venda.

  "Tivemos uma boa recepção. Queremos agora que a invenção ajude outras pessoas, esse é o nosso objetivo", comenta.

Via-G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário