Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA

sábado, 25 de junho de 2016

Primeira escola bilíngue é inaugurada em Limeira

Foto Adilson Silveira

Para melhorar o desempenho acadêmico e incluir socialmente as crianças que possuem deficiência auditiva, a Prefeitura de Limeira, por meio da Secretaria de Educação e Ceprosom, inaugurou nesta quinta-feira (23/06), o projeto de Escola de Educação Bilíngue Libras/Língua Portuguesa, que funcionará na Ceief Flora de Castro Rodrigues.

A iniciativa será realizada de forma conjunta com o Centro Educacional João Fischer Sobrinho – Área Surdez, que agora atenderá em novo prédio na rua Carlos Gomes, 1.418, Centro, que também inaugurou o prédio na data.

O prefeito Paulo Hadich falou sobre a posição dessa gestão em priorizar as políticas públicas sociais. “É importante que tenhamos políticas que tratem o indivíduo de maneira globalizada. Aproveito para agradecer também todas empresas parceiras desses projetos sociais”, disse.
Ainda de acordo com Hadich, depois de já ter concretizado as transferências do Cema (Centro Municipal de Autista), com o objetivo de dobrar o atendimento e também a transferência do prédio da Área Visual para a Vila Paraíso, ainda faltava realizar a transferência da área de Surdez. “Toda essa luta foi para buscarmos cada vez mais uma sociedade mais justa, solidária e fraterna. Com essa mudança nós conseguiremos dar uma atenção muito superior para as crianças com deficiência”, ressaltou o prefeito.

O evento contou com a presença do vice-prefeito Antônio Carlos Lima, da coordenadora do projeto no João Fischer, Maria Rita Cabral, da secretária de educação, Adriana Ijano Motta, da presidente do Ceprosom, Ana Maria Sampaio, das vereadoras, Érika Monteiro Moraes e Érika Tank, além da fundadora do Centro Educacional João Fischer, Dora Arcaro, além de conselheiros, pais e alunos. O bispo Vilson Dias de Oliveira também esteve presente e realizou uma benção.
Maria Rita Cabral, coordenadora do João Fischer, falou sobre a importância da iniciativa que existe há 30 anos. “Hoje é um dia de agradecimento. Em 30 anos de existência conseguimos cada vez mais melhorar e ampliar o atendimento, por isso pedimos ao prefeito para mudarmos de lugar. Agradeço também a secretária Adriana pela parceria nesse projeto”, ressaltou.
“Gostaria de informar a todos que o prefeito Paulo foi reconhecido como “Prefeito Amigo das Crianças”. Esse prêmio foi conquistado desde o primeiro dia do governo que decidiu investir no projeto de educação. Ele me deu a incumbência de tornar esse Centro Educacional uma referência”, disse a presidente do Ceprosom.

ESCOLA
Para esta mudança, a Secretaria de Educação firmou uma parceria com o Ceprosom, por meio do Centro Educacional João Fischer Sobrinho – Área Surdez, cada um contribuirá na realização de trabalho articulado com a escola, por meio de apoio e suporte de intérpretes, professores surdos, fonoaudiólogos, psicólogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais e educadores especializados em Libras.

Para Flávia Rodrigues, mãe do aluno Pedro Henrique R. de Jesus, 9 anos, o desempenho do filho que estuda escola Flora tem melhorado muito depois de ter entrado para o João Fischer. “Hoje ele é uma outra criança. O seu desenvolvimento está cada vez melhor, principalmente quando ele começou a ter contato com a Libras”, informou.

Adriana Motta ressaltou a importância de implantar a primeira escola bilíngue em Limeira, da parceria com o Ceprosom, por meio do Centro Educacional, além do apoio do prefeito para a realização do projeto. “É uma imensa alegria ver esse espaço funcionar agora no Centro da cidade e ainda ser ampliado. Mas é também uma imensa satisfação poder incluir os alunos surdos a esse projeto de escola bilíngue. A escola Flora foi escolhida estrategicamente para oferecer esse aprendizado a eles. Vamos precisar fortalecer ainda mais essa parceria pra melhorar cada vez mais esse incentivo”, destacou a secretária.
Fonte: Alô Limeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário