Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA e Secretário do DA-Diretório Acadêmico do curso de Economia-UFPE,CAA

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Mãe cria espaço de festas adaptado para receber crianças autistas

Tudo que a mãe Raquel Noriega queria era ver era sua fila Ava, se divertindo em sua festa de aniversário de 2 anos de idade. O que ela não sabia era como um desafio seria encontrar um local que acolhesse as necessidades específicas de uma criança que está no espectro autista, já que muitos lugares têm mais de uma festa acontecendo ao mesmo tempo, com música alta, várias luzes e inúmeros estímulos.
Foi difícil encontrar, mas ela conheceu o Pixie Dust, em Nova York.  Raquel então decidiu comprá-lo e transformou o salão em um local especialmente adaptado para esse tipo de comemoração. "Nossas festas são customizadas de acordo com as necessidades e gostos de cada criança. Todos os detalhes são conversados com os pais durante o planejamento para evitar problemas", conta.


Créditos: The Mighty
O Pixie Dust funciona em Nova York e atende às necessidades das crianças.
O Pixie Dust também permite que os pais personalizem o cardápio da festa  para atender às necessidades alimentares de seus filhos. "A maioria dos salões de festa oferecem pizza, por exemplo. Como muitas crianças dentro do espectro autista têm restrições com a textura, os menus também são customizados”, disse ela. Para a alegia da garota, o espaço oferece um espaço com brincadeiras sensoriais.

Fonte- https://catraquinha.catracalivre.com.br/geral/cuidar/indicacao/mae-cria-espaco-de-festas-adaptado-para-receber-criancas-autistas/#.V5h5FnfboNk.facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário