Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA e Secretário do DA-Diretório Acadêmico do curso de Economia-UFPE,CAA

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Governo corrige erro e reduz total de bebês com microcefalia no estado



Em uma semana, o Governo de Pernambuco 'desconfirmou' 22 casos de bebês com microcefalia no estado. Apesar de o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgado no dia 26 de julho registrar 398 confirmações da malformação no estado, o informativo divulgado nesta terça-feira (2) traz um número menor de casos confirmados: 376. Os dados se referem ao período de 1º de agosto do ano passado a 30 de julho deste ano.

Após perceber o equívoco, o G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria. Por meio de nota, a SES informou que "não houve uma redução do número de casos confirmados de microcefalia em Pernambuco. O que houve foi um erro técnico na divulgação dos números registrados no último boletim [...] A informação correta que deveria ter sido divulgada no último boletim é 376 casos confirmados, número que se manteve no atual boletim".

 O boletim mais recente mostra, além das 376 confirmações de bebês diagnosticados com microcefalia, que o estado notificou 2.085 casos suspeitos da malformação e descartou 1.300 suspeitas. Isso significa que, em uma semana, foram registradas 11 novas notificações e cinco casos foram descartados.

Do total de crianças que receberam o diagnóstico de microcefalia, 181 tiveram resultado laboratorial positivo para zika, segundo exames feitos pelo Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães/Fiocruz e pelo Instituto Evandro Chagas, um caso a mais que o registrado no último boletim.

De acordo com a Secretaria, foram registradas 77 mortes de bebês com microcefalia, sendo 39 natimortos e 38 neomortos, cujo óbito ocorreu logo depois do nascimento. A SES ressaltou que nenhum dos casos teve a microcefalia como causa principal da morte.

Desde o dia 2 de dezembro do ano passado, a Secretaria também passou a registrar gestantes com exantemas. Pernambuco contabiliza 4.422 mulheres grávidas com manchas vermelhas espalhadas pelo corpo – sintoma presente no diagnóstico das três arboviroses, mas que não significa, necessariamente, casos suspeitos das doenças. São oito notificações a mais que o último boletim da SES.

Fonte-G1 

Nenhum comentário:

Postar um comentário