Quem sou eu

Minha foto
Um ser humano simples com defeitos, virtudes e que a cada dia procura viver de uma forma mais coerente possível para ser feliz. Sou cadeirante desde 1977 devido a poliomielite (Paralisia infantil), blogueiro, ex Locutor do telemensagem Shalom,Palestrante, presidente da A.D.C.C.-ASSOCIAÇÃO DOS CADEIRANTES DE CARUARU, Ex bailarino,ex secretário e conselheiro do COMUD- Conselho municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência, ESTUDANTE DE ECONOMIA NA UFPE CAA(Passei a emoção é inexplicável)! Primeiro cadeirante aprovado e sem cota em ampla concorrência. Membro do NACE-Núcleo de Acessibilidade da UFPE-CAA. Estudante em pesquisa de extensão em Direitos Humanos-UFPE CAA e Secretário do DA-Diretório Acadêmico do curso de Economia-UFPE,CAA

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Menino com autismo que não pode ser tocado faz 'amizade instantânea' com cão terapeuta

Mãe de Kainoa Niehaus compartilhou foto do filho com o cão Tornado, após dois anos de espera por cachorro (Foto: Facebook/4 Paws for Ability)


Um menino com autismo que não pode ser tocado ou abraçado se conectou pela primeira vez com alguém - seu cão terapeuta.
Kainoa Niehaus, de 5 anos, viajou do Japão ao centro 4 Paws For Ability(4 patas pela capacidade, em tradução livre), em Ohio (EUA), após dois anos esperando que um cachorro ficasse disponível.
Shanna, mãe do menino, compartilhou uma foto do filho descansando a cabeça em Tornado. "Está vendo este momento? Nunca tinha experimentado um momento como esse", escreveu na publicação.


                                Post que mostra filho de Shanna Niehaus deitado
                                 sobre cão teve mais de 200 mil compartilhamentos
                                                (Foto: Facebook/4 Paws for Ability



"Esta foto captura o rosto de uma mãe que vê seu filho - a quem ela não pode abraçar, dar banho, trocar de roupa, mimar e tocar - deitar livremente sobre seu cão terapeuta por desejo próprio, num vínculo intencional e direto", continuou a mãe.
"Esta é a cara de uma mãe que viu seu filho passar por incontáveis experiências malsucedidas de interação social, na tentativa de fazer um amigo. Qualquer amigo. Qualquer tipo de conexão."
A mãe escreveu que se sentava com o filho à noite "enquanto ele chorava porque não conseguia criar ligações consistentes fora da família". "E isso por mais que ele tentasse e se dedicasse nas terapias."
"Isso não se transfere para o mundo natural dele. E agora ela está sentada atrás de seu filho assistindo a esse momento silenciosamente, com o ar sugado de seus pulmões, sem palavras para falar."
4 Paws For Ability é uma ONG que fornece cães de serviço para crianças com deficiência e idosos que perderam o uso dos membros ou a audição.


O post de Shanna Niehaus na página de Facebook "Love What Matters" (Ame o que importa, em tradução livre) que mostra seu filho deitado em cima do cão terapeuta teve mais de 200 mil compartilhamentos.
Para pegar Tornado, a família teve que viajar do Japão, onde mora, aos Estados Unidos.
"Cada luta pelo meu filho vale a pena, cada diagnóstico, cada novo fornecedor, cada dólar gasto, cada papel preenchido, cada reunião escolar, cada lágrima derramada, cada passo à frente, cada passo atrás, cada incerteza", escreveu Shanna. "De alguma forma por causa disso, por causa de Tornado, eu sei que tudo vai ficar bem."

O que é autismo?
Autismo é um distúrbio de desenvolvimento que pode causar problemas de interação social, habilidades de linguagem e comportamento físico.
Pessoas com autismo podem ser mais sensíveis às informações sensoriais cotidianas. Para elas, o mundo pode parecer caótico, sem fronteiras, ordem ou significado.
O transtorno varia de moderado a severo, e a pessoa pode ficar quase incapaz de se comunicar, precisando de cuidado 24 horas.

  A menina Jayden também foi apresentada a sua cachorra terapeuta Clara (Foto: Facebook/4 Paws for Ability)

Fonte-BBC



Nenhum comentário:

Postar um comentário